Ir para o conteúdo 6 Pular para o menu principal 5 Pular para rodapé 8
Viva os probióticos! 5 alimentos que têm lactobacilos vivos e você não sabia
Guia Culinário 05/04/2019

Viva os probióticos! 5 alimentos que têm lactobacilos vivos e você não sabia

Sabia que existem “bactérias do bem” que trabalham para manter o nosso intestino em bom funcionamento? Os probióticos – ou lactobacilos vivos – contribuem para a saúde do corpo e estão presentes em diferentes alimentos que você não sabe.

É provável que você até já tenha ouvido falar no kefir ou no kombucha – alimentos fermentados que são fontes importantes de probióticos. O kombucha, em especial, é um tipo de chá que pode ser consumido diariamente. Mas além desses alimentos, existem outros que também são fontes de probióticos, só que a maioria das pessoas não sabe. Quer conhecê-los? É só continuar lendo!

1. Picles

Muita gente se surpreende com essa informação, mas o picles é realmente uma fonte importante de lactobacilos vivos. Muito usado no preparo de sanduíches e saladas, esse alimento também é rico em antioxidantes (em especial, a vitamina C), ajuda a combater infecções urinárias e também fortalece o sistema imunológico.

O picles é um tipo de pepino em conserva – ou seja, passa pelo processo de fermentação (com atuação de bactérias) em seu preparo. Por isso, ele se torna uma fonte de probióticos. No entanto, é importante destacar que nem todo vegetal em conserva possui lactobacilos vivos – o picles é uma das exceções.

2. Queijo cottage

Como bom derivado do leite, o queijo cottage se destaca por ser uma fonte de cálcio – mineral que auxilia no fortalecimento dos ossos, dentes e é fundamental para o organismo. Além disso, ele é um tipo de queijo menos gorduroso e mais saudável – por isso, é uma escolha recorrente de quem faz dieta.

Mas o que muita gente não sabe é que o queijo cottage também é fonte de probióticos,ajudando no processo de digestão. No entanto, vale destacar que ele não deve ser consumido de forma exagerada, pois possui certa quantidade de sódio e gordura. Portanto, lembre-se também de comer esse tipo de queijo com moderação.

3. Azeitonas verdes

Muito usadas para temperar carnes, risotos, saladas, empadões, pizzas e outros pratos, as azeitonas verdes também são alimentos ricos em probióticos. Elas são preparadas em salmoura e sofrem uma fermentação natural – o que também confere aquele sabor peculiar. Além disso, as azeitonas são fontes de antioxidantes, vitamina E, ferro, cálcio, favorecem a circulação sanguínea (por conta do ferro), reduzem o colesterol ruim e também atuam como anti-inflamatório natural.

4. Chucrute

O chucrute é um tipo de repolho em conserva muito usado no preparo de saladas e lanches (como o cachorro-quente). Só que o que muita gente não sabe é que ele também é uma das principais fontes de probióticos benéficos. Eles auxiliam na saúde da flora intestinal e também são ricos em vitaminas, fibras e outros nutrientes importantes para o corpo. Além de auxiliar na digestão, o chucrute também fortalece a imunidade, contribui para a saúde do coração e do sistema nervoso.

5. Misô

Poucas pessoas conhecem o misô: uma sopa japonesa preparada a partir da fermentação da soja. Só que ela também é rica em probióticos e ajuda muito o funcionamento do sistema digestivo. Além disso, essa sopa é rica em antioxidantes e fibras, fortalece a imunidade e também reduz o colesterol ruim. A melhor parte é que você pode aprimorar a sopa adicionando legumes, verduras e outros ingredientes benéficos à saúde.