Ir para o conteúdo 6 Pular para o menu principal 5 Pular para rodapé 8
Grupos alimentares e suas funções: conheça as 8 categorias dessa pirâmide
Guia Culinário 18/06/2019

Grupos alimentares e suas funções: conheça as 8 categorias dessa pirâmide

Quem gosta de conhecer bem os alimentos que consome, de manter dietas e um estilo de vida saudável já deve ter ouvido falar nos grupos alimentares. Eles são basicamente 8 e se dividem de acordo com a categoria dos alimentos. Para que você conheça melhor como funciona esse esquema de pirâmide alimentar nós listamos os principais grupos de alimentos e seus benefícios. Confira!

1. Carboidratos como massas e cereais (macarrão, arroz, milho e trigo, por exemplo) são fontes de fibras e vitaminas importantes

O primeiro grupo de alimentos que você deve conhecer (e que constitui a base da pirâmide) é o dos carboidratos. Ele é formado por massas (pães, bolos e macarrão, por exemplo) e cereais diversos, como arroz, trigo, aveia, linhaça e granola. Vale destacar que os carboidratos são a nossa principal fonte de energia e devem ser consumidos em maior quantidade (por isso estão na base da pirâmide alimentar). Eles são fontes de fibras, que auxiliam na digestão e vitaminas importantes, como as do complexo B e E.

2. Legumes, verduras e vegetais são fontes de vitaminas e minerais importantes

Outro grupo alimentar que merece destaque e que deve ser consumido em grandes quantidades é o de legumes e verduras – batata, cenoura, cebola, berinjela, beterraba, brócolis, alface, aipo, agrião, alho-poró e por aí vai. Eles são bem nutritivos, ricos em vitaminas, minerais, fibras e, por isso, contribuem para a saúde de todo o corpo – dos sistemas nervoso, cardiovascular, imunológico etc. Quem quer manter uma rotina de alimentação saudável não pode deixar de consumir esse grupo alimentar no dia a dia.

3. Frutas são ricas em vitaminas e antioxidantes, que fortalecem o corpo

O terceiro grupo alimentar da pirâmide – que também deve ser consumido com frequência – é o das frutas (banana, maçã, mamão, uva, melancia, kiwi, morango, limão, laranja e por aí vai). Esses alimentos se destacam por serem fontes de antioxidantes – substâncias que inibem a ação oxidante dos radicais livres, prevenindo alguns tipos de câncer e o envelhecimento precoce. Além disso, as frutas são fontes importantes de vitaminas e minerais, que fortalecem a imunidade e o corpo como um todo.

4. Leite e derivados são fontes de cálcio, importante para os ossos

Para manter o corpo saudável e fortalecido também é importante consumir leite e derivados. Eles compõem o quarto grupo alimentar e podem ser usados de diferentes formas (em receitas de pratos, sobremesas, massas etc.) A grande vantagem desses alimentos é que eles são ricos em cálcio, um mineral importante para o fortalecimento dos ossos.

5. Carnes e ovos são fontes de proteína e vitaminas do complexo B

Para que a dieta fique completa, também é importante consumir proteínas e vitaminas. Neste quesito, o quinto grupo alimentar é um dos melhores – carnes e ovos são fontes importantes desses nutrientes, auxiliando na saúde dos tecidos e ossos do corpo. A vitamina B12 (cobalamina), por exemplo, só pode ser encontrada em carnes (incluindo peixes), leite e ovos. Ela é importante para a saúde dos sistemas nervoso e cardiovascular. Por isso, esse grupo alimentar também é um dos mais importantes da pirâmide.

6. Leguminosas e oleaginosas (como feijão e castanhas) são ricos em minerais e fibras

Outro grupo alimentar que traz muitos benefícios à saúde é o das leguminosas e oleaginosas – composto por diferentes tipos de feijão, grão-de-bico, ervilha, lentilha, castanhas, nozes, avelãs, amendoins e por aí vai. Eles se destacam por serem fontes de ferro, um mineral que combate a anemia e auxilia no transporte de oxigênio pelo sangue. Uma boa dica é variar entre os tipos de leguminosas e oleaginosas, sempre incluindo-as à rotina de alimentação.

7. Óleos e gorduras ajudam a transportar vitaminas do complexo B, mas devem ser consumidos com moderação

Os óleos e gorduras, por sua vez, fazem parte do topo da pirâmide alimentar. Eles têm alguns benefícios: auxiliam no transporte de vitaminas do complexo B, são fontes de energia e têm propriedades hidratantes (como o de coco). No entanto, eles devem ser consumidos com moderação, pois podem aumentar o colesterol ruim (LDL) e são mais calóricos.

8. Açúcares e doces têm poucos nutrientes e devem ser evitados

O último grupo da pirâmide alimentar é formado pelos açúcares e doces (chocolates, bolos, mousses, sorvetes etc.) – alimentos pouco nutritivos e que, em excesso, podem causar problemas à saúde, como o aumento da pressão arterial. O refinado, em especial, é um dos açúcares menos indicados, pois tem uma quantidade muito pequena de nutrientes. O ideal é que você consuma esse grupo de alimentos sempre com cuidado e moderação – e é por isso que eles estão no topo da pirâmide, já que ocupam um espaço muito menor que o da base na nossa dieta diária.